Quatro resgatados do rio vão ter de pagar mais de 10 mil euros por salvamento - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 22 de dezembro de 2019

Quatro resgatados do rio vão ter de pagar mais de 10 mil euros por salvamento


Os quatro homens que atravessaram de jipe o rio Ferreira, em S. Pedro da Cova, Gondomar, e que tiveram de ser salvos pelos bombeiros, vão ter de pagar a operação de resgate.

Passaram o rio, na tarde de sábado, numa altura em que já se fazia sentir a passagem da depressão "Fabien" em Portugal.

Quem o afirma é o presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins, que na rede social Facebook classificou o ato de "irresponsabilidade".

Segundo o JN conseguiu apurar, a conta que será imputada aos quatro homens, na casa dos 30 anos, será para cima dos dez mil euros, entre meios de resgate, horas despendidas e operacionais.

O jipe, que com a força da corrente ficou encalhado, ainda não foi retirado do rio.

"Apesar de todos os alertas, quatro indivíduos decidiram pôr em risco a vida e atravessar de jipe o rio Ferreira com uma forte corrente, que acabou por os vencer. Uma irresponsabilidade felizmente sem grandes danos graças ao trabalho do INEM, GNR, Proteção Civil e, em especial, aos Bombeiros Voluntários de S. Pedro da Cova, que arriscaram a vida para fazer o resgate", escreveu o autarca.

O acidente aconteceu na tarde deste sábado, por volta das 15.20 horas.

Foi uma moradora da zona que, depois de ter avistado o jipe a entrar por uma zona de mato, chamou as autoridades quando se apercebeu que o grupo estava em risco.

Os quatro homens acabaram por sair da viatura por uma das janelas. dois tiveram mesmo de serem transportados para o hospital de Santo António, no Porto, enquanto os outros dois recusaram ir.

No local, estiveram 21 homens auxiliados por 11 viaturas, dos bombeiros voluntários de S. Pedro da Cova, INEM e GNR.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________