«Não Consegui Salvar o Meu Próprio Filho» - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

«Não Consegui Salvar o Meu Próprio Filho»


José Valentim é bombeiro voluntário há 32 anos. Durante estes anos, já viveu muita coisa, foram muitas as situações dramáticas que já presenciou. Porém, nunca imaginou que um dia iria ser chamado para salvar o seu próprio filho. A verdade é que a ironia do destino colocou-o nessa posição. Este foi, sem dúvida, o serviço mais complicado da sua vida.

Há apenas um ano, José foi chamado para socorrer um homem que tinha entrado em paragem cardiorrespiratória, no ginásio. Esse homem era o filho dele, que acabou por lhe morrer nos braços. Apesar de todos os esforços do próprio e da equipa do INEM que, entretanto, o substituiu, Bruno acabou por não resistir.

No dia seguinte, foi fazer o levantamento do corpo do filho ao Gabinete de Medicina Legal. Bruno Rafael foi autopsiado, e o resultado da autopsia foi arritmia cardíaca.

Bruno tinha 41 anos, era casado e tinha uma filha, que celebrou 17 anos no dia a seguir à morte do pai.

Fonte: TVI

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________