Gabriela Não Quis Esperar por 2020 e nasceu na Apúlia com a Ajuda dos Bombeiros de Fão - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Gabriela Não Quis Esperar por 2020 e nasceu na Apúlia com a Ajuda dos Bombeiros de Fão


A pequena Gabriela não quis esperar por 2020 e “optou” por ser o último bebé a nascer em 2019 no concelho de Esposende e talvez em todo o Minho. Os Bombeiros Voluntários de Fão, corporação do concelho de Esposende, assistiram a um parto que decorreu na Vila de Apúlia num domicílio.

Os bombeiros Miguel Pereira, comandante das operações de socorro, Rui Santos e Rui Ferreira foram os “padrinhos” no teatro de operações.

Tudo aconteceu ontem pelas 06h00, quando uma mulher, com 35 anos, entrou em trabalho de parto.

«É o primeiro filho. Fomos acionados e quando chegamos ao local, a mulher estava em casa, já com o bebé de fora», disse Miguel Pereira, que juntamente com Rui Santos e Rui Ferreira assistiram ao parto.

«Cortamos o cordão umbilical e procedemos a manobras para certificar que tudo estava bem com a criança. A VMER de Barcelos deu apoio diferenciado», disse Miguel Pereira.

A mesma corporação, incluindo a mesma ambulância, já havia tido situação semelhante há quase um ano e Rui Santos estava lá.

«Aí foi na A28. Também correu tudo bem. Íamos a caminho do Hospital de Braga quando aconteceu o parte», frisou, recordando que esta foi a segunda vez que assistiu a um parto.

Estreante no que diz respeito a partos, Rui Ferreira referiu que foi a oportunidade de colocar em prática toda a formação que recebeu.

«Foi uma sensação única, mas estamos preparados para este tipo de situação. Recebemos formação para isso mesmo», apontou.

Tanto a mãe como a bebé estão bem de saúde e foram encaminhadas para o Hospital de Braga.

Fonte: Diário do Minho

Sem comentários:

Publicar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________