Presidente da Proteção Civil Não Se Demite, pelo Menos para Já - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Presidente da Proteção Civil Não Se Demite, pelo Menos para Já


General Mourato Nunes foi constituído arguido no caso que investiga a compra de golas anti-fumo mas mantém-se no cargo. É o segundo suspeito formal do processo depois do secretário de Estado da Proteção Civil, que se demitiu esta quarta-feira.

O presidente da Proteção Civil, general Mourato Nunes, não se demite do cargo, pelo menos para já, de acordo com fontes ouvidas pelo Expresso.

Mourato Nunes foi constituído arguido no caso das golas anti-fumo e de acordo com o "Público" teve uma reunião com o ministro da Administração Interna Eduardo Cabrita esta quarta-feira mas optou por não se demitir no dia das buscas da PJ e DCIAP que investigam os contratos de 1,8 milhões de euros ligados aos programas "Aldeia Segura" e ao sistema de alerta de SMS às populações.

O presidente da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil é o segundo arguido conhecido deste processo. O primeiro nome que veio a público foi o de Artur Neves, secretário de Estado da proteção Civil, horas depois das buscas em todo o país de duas centenas de elementos da Polícia Judiciária, procuradores do DCIAP e inspetores da Autoridade Tributária nas instalações do Ministério da Administração Interna e na secretaria de Estado da Proteção Civil. Corrupção, participação económica em negócio e fraude na obtenção de subsídio são os três crimes sob investigação.

Fonte: Expresso

Sem comentários:

Enviar um comentário