Setembro Começa Quente com Temperaturas Perto dos 40 Graus - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Setembro Começa Quente com Temperaturas Perto dos 40 Graus


De acordo com o IPMA, as temperaturas estarão “acima da média” em setembro. Só as ilhas escapam ao fenómeno.

No ano passado, duas ondas de calor fizeram do mês de setembro o mais quente desde que havia registo. Embora seja cedo para saber se o fenómeno irá repetir-se, certo é que este ano setembro também vai começar quente, com temperaturas que podem chegar aos 40 graus em algumas zonas do país, segundo previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Já no segundo dia do mês, segunda-feira, as temperaturas máximas sobem de forma significativa. A maioria das localidades vai ficar acima dos 30 graus, mas é no Alentejo que o termómetro irá registar valores mais altos, variando entre os 35 e os 40 graus.

Em Lisboa, deverá alcançar os 36 graus, à semelhança de algumas localidades do Porto. Já em Santarém, por exemplo, as máximas deverão chegar aos 40, a meio da semana. Temperaturas “acima da média do que se costuma registar em setembro”, mas “nada de anormais”, esclareceu uma fonte do IPMA ao DN. O cenário deverá durante toda a semana.

Só as ilhas parecem escapar ao fenómeno. Na Madeira, há até zonas que vão registar precipitação e as temperaturas vão manter-se amenas, entre os 17 e os 27 graus. De resto, espera-se máximas na ordem dos 25 graus.

Mas, antes, já este fim de semana, irá registar-se uma “ligeira descida nas temperaturas mínimas de dois a três graus” e aumento do vento um pouco por todo o país. Ainda assim, as máximas vão manter-se altas, oscilando entre os 20 e 30 graus no litoral e até a chegar aos 35 no interior do país.

Para esta sexta-feira, estão previstas temperaturas mínimas no continente entre os 13 graus (em Braga) e os 22 (em Faro) e as máximas entre os 21 (no Porto e em Viana do Castelo) e os 37 (em Évora e Castelo Branco). O céu irá oscilar entre o nebulado e limpo na costa, com a possibilidade de aguaceiros e trovoada no interior, mas há pelo menos cinco distritos com risco máximo de incêndio.

Combate a incêndios mais complicado
Segundo o IPMA, o tempo estará quente e seco no continente, o que complicará o combate aos incêndios, mais do que nas últimas semanas.

Esta sexta-feira, o instituto deixou o alerta de risco máximo de incêndio para dezassete concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Castelo Branco, Santarém e Guarda. Em risco máximo estão os concelhos Monchique, Silves, Loulé, São Brás de Alportel, Tavira, Alcoutim e Castro Marim (Faro), Proença-a-Nova (Castelo Branco), Gavião (Portalegre), Abrantes, Mação e Sardoal (Santarém), Sabugal, Guarda, Celorico da Beira, Pinhel e Figueira de Castelo Rodrigo (Guarda).

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental, com exceção de Viana do Castelo, em risco muito elevado e elevado de incêndio.

Este risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo, sendo o elevado o terceiro nível mais grave.

Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Fonte: https://life.dn.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________