Que Impacto Têm os Incêndios na Amazónia a Nível Global? - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Que Impacto Têm os Incêndios na Amazónia a Nível Global?


A floresta da Amazónia tem sido fortemente fustigada por incêndios provocados por queimadas nas últimas semanas. O assunto tem estado na ordem do dia e a população mundial está em alerta, enquanto observa o 'pulmão do mundo' a arder. Mas que consequências esta devastação poderá vir a ter? E por que razão a região da Amazónia é tão importante para o planeta Terra?

Forte influência na precipitação
A floresta da Amazónia influencia fortemente o regime de chuvas na América Latina, contribuindo desta forma para estabilizar o clima e aumentar a biodiversidade planetária. 

São os chamados "rios voadores" (massas de ar carregadas de vapor de água geradas pela evapotranspiração da flora amazónica) que contribuem para a formação de precipitação, não só no Brasil, mas também em países como a Bolívia, o Paraguai, a Argentina e o Chile. 

A escassez de precipitação nestas regiões poderia não só ter um trágico impacto ambiental como também iria prejudicar a atual situação económica do planeta, deixando vários povos com carência de água potável.

Alterações climáticas
A Amazónia, tal como as restantes florestas tropicais do planeta Terra, são os impulsionadores que ajudam a estabilizar o clima e desta forma evitar o aquecimento global. Pelo contrário, as florestas que foram alvo de desmatização ou de qualquer outro processo de degradação representam a maior fonte de emissão de gases que originam o efeito de estufa.

O Brasil é um dos dez países que mais emite substâncias gasosas prejudiciais ao ambiente. No entanto, no âmbito do Acordo Internacional de Paris, que tem como objetivo minimizar as consequências do aquecimento global, o país comprometeu-se, em 2015, a fortalecer as políticas para diminuir o desmatamento ilegal na Amazónia. Acordo esse que a nação brasileira pode não conseguir honrar dentro dos prazos estabelecidos.

Preservação das espécies
A floresta tropical da Amazónia possui uma biodiversidade única, incomparável a qualquer outra no planeta. A preservação desta região garante assim a sustentabilidade de várias formas de vida e promove um ecossistema mais saudável.

Também a nível da agricultura pode vir a haver consequências: quanto mais preservada estiver a floresta maior riqueza se obtém nos alimentos produzidos naquela zona, tais como café, milho e soja.

Produção de medicamentos e cosméticos
As espécies amazónicas têm uma avultada importância não só ao nível da indústria alimentar, mas também no que toca à produção de medicamentos e artigos de cosmética. As espécies de plantas do 'pulmão do mundo' contêm princípios ativos únicos excelentes para fins medicinais.

Um estudo da Faculdade de Medicina de São Paulo mostrou que, por exemplo, a planta unha-de-gato, existente na Amazónia, reduz a fadiga e melhora a qualidade de vida dos pacientes com cancro, para além de ser utilizada para curar artrites.

Os produtos provenientes da Amazónia são comercializados não só no Brasil mas também exportadas para todo o mundo. Frutos tropicais, resinas, óleos, essências de perfume e até artesanato local são algumas das mercadorias produzidas e posteriormente comercializadas para vários pontos do Planeta.

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário