Pedro Venceslau é o novo 2º comandante da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 2 de julho de 2019

Pedro Venceslau é o novo 2º comandante da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros


É um orgulho para mim. Por mérito das pessoas, tivemos um segundo comandante que hoje é segundo comandante distrital e a vaga ficou aberta até agora. Os meus objetivos na corporação neste cargo passam pelo voluntariado, que está cada vez mais complicado, as vilas e as cidades estão a perder muita gente e Macedo tem sofrido algumas alterações a nível populacional. Quero apostar na formação de novos bombeiros, desde os infantes e cadetes, conseguir meter a nossa cultura de bombeiros voluntários, para depois conseguir tirar partido deles e eles da carreira.”

A tomada de posse aconteceu no Dia do Município, ocasião que o presidente dos Bombeiros de Macedo, João Trovisco, aproveitou para reiterar a necessidade de mais apoios financeiros para aquela associação, tanto das entidades locais como governamentais:

“Acho que nem tudo está a ser feito para que os bombeiros de Macedo tenham o apoio necessário, tanto da Câmara como da autoridade a nível nacional. Temos dois protocolos assinados com a Câmara Municipal, que estão a ser respeitados, porém, isso não chega. Esta casa deve ser olhada também por outras entidades, temos obrigação de assegurar a emergência médica e isso tem custos. Atualmente, as verbas são insuficientes para suportar esses custos. Esta corporação tem dívidas porque não é auto-suficiente, como muitas neste país. Eu diria que com uma verba de 150 mil euros anuais já se fazia muita coisa.”

Segundo João Trovisco, o apoio que recebem da autarquia ronda os 94 mil euros destinados ao pessoal da central, havendo ainda uma outra verba que assegura metade dos custos com os salários dos cinco elementos que compõe a Equipa de Intervenção Permanente, sendo o restante deste encargo financiado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Confrontado com o apelo do presidente dos bombeiros de Macedo, e questionado sobre um eventual reforço desta verba no orçamento do próximo ano, o autarca, Benjamim Rodrigues, respondeu:

“Aumentamos sempre em todas as áreas, mas principalmente na vertente do apoio social, educação e bolsas. Temos vindo sempre a crescer e é esse o nosso propósito. Da nossa parte, existe sempre uma preocupação social para resolver esse tipo de problemas. Temos gabinetes de apoio social e queremos que haja uma componente interdisciplinar na orgânica do próprio município que crie uma dinâmica de apoio social. Essas situações serão sempre contempladas com um particular carinho.” 

Recordamos que já na última assembleia de 2018 dos Bombeiros de Macedo, João trovisco havia apelado a que a autarquia aumentasse a verba para um valor superior aos cerca de 141 mil euros base atribuídos para este ano, apontando como necessidades o saldar de dívidas e a renovação da frota de veículos.

Fonte: Onda Livre

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________