INEM Alarga Programa de DAE a Órgãos de Soberania - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 3 de julho de 2019

INEM Alarga Programa de DAE a Órgãos de Soberania


A Presidência da República, a Residência Oficial do Primeiro-Ministro e a Presidência do Conselho de Ministros são os mais recentes espaços a contar com Desfibrilhadores Automáticos Externos. Os protocolos de colaboração foram assinados nos meses de abril e junho de 2019 e garantem a inclusão destes órgãos de soberania e governo no Programa de Desfibrilhação Automática Externa (DAE) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Com vista a garantir a operacionalidade do Programa de DAE, os acordos assinados preveem que o INEM assegure a formação em Suporte Básico de Vida (SBV) e Desfibrilhação Automática Externa (formação inicial e recertificação de competências) dos profissionais da Presidência da República, Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros e Residência Oficial do Primeiro Ministro, tendo os referidos profissionais sido integrados na bolsa de Operacionais de DAE (ODAE) do Programa de DAE do INEM.  O INEM vai ainda assegurar a auditoria médica e o controlo de qualidade da utilização dos equipamentos de DAE, bem como a sua manutenção.

À Presidência da República e Presidência do Conselho de Ministros (na qual se insere a Residência Oficial do Primeiro-Ministro) compete indicar um responsável local pelo Programa, ao qual caberá a responsabilidade de monitorizar e garantir a manutenção da operacionalidade do mesmo, assegurando, entre outros aspetos, a existência de uma escala de Operacionais que contemple a existência de pelo menos um Operacional de DAE nas instalações, a cada momento, garantindo desta forma a sua pronta utilização sempre que necessário. Compete ainda aos órgãos de governo assegurar as condições para que os Operacionais realizem, às vítimas de paragem cardiorrespiratória, manobras de SBV e administrem o primeiro choque com DAE nos três minutos após o colapso.

Os desfibrilhadores estão localizados no edifício principal da Presidência da República, no Esquadrão da GNR/Museu da Presidência da República e no Serviço de Apoio Médico do Palácio de Belém. Já na Presidência do Conselho de Ministros estão localizados dois equipamentos no edifício desta Instituição, bem como na portaria da Residência Oficial do Primeiro-Ministro e na Esquadra de Segurança da Residência Oficial do Primeiro-Ministro.

Os Programas de DAE da Presidência da República e Presidência do Conselho de Ministros funcionam 24 horas por dia, todos os dias do ano. A expansão do Programa de DAE do INEM a estes órgãos de soberania é, para além de um fim em si próprio que pode fazer a diferença entre a vida e a morte, uma evidência clara do contributo do INEM para a importância desta temática, procurando sensibilizar os cidadãos e as instituições para uma emergência de saúde que deve ser facilmente reconhecida por todos e que requer uma resposta imediata.

A morte súbita de causa cardíaca representa cerca de 20% de todas as mortes provocadas por doenças cardiovasculares, as quais constituem a principal causa de morte em Portugal. A maior parte dos episódios de morte súbita de causa cardíaca resulta da ocorrência de arritmias malignas, que em cerca de 75% dos casos corresponde à fibrilhação ventricular e cujo único tratamento eficaz em caso de paragem cardíaca é a desfibrilhação elétrica.

Vários estudos internacionais têm revelado que a aplicação de manobras de SBV e DAE, em ambiente extra-hospitalar, por pessoal não médico, aumenta significativamente a probabilidade de sobrevivência das vítimas de paragem cardíaca por fibrilhação ventricular, com especial relevância quando são imediatamente iniciadas manobras de reanimação e administrado o primeiro choque nos três minutos após o colapso.

Fonte: INEM

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________