Folgas de GIPS obrigam a pedido de ajuda a privados - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Folgas de GIPS obrigam a pedido de ajuda a privados


"Não há equipa hoje", respondeu Centro de Meios Aéreos à ordem de avanço dada por Comando de Castelo Branco.

A escala de folgas dos militares do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS/GNR) de Castelo Branco obrigou, no domingo, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) a ter de recorrer a uma equipa de operacionais do agrupamento de empresas de celulose nacionais para o combate às chamas, em Lordelo, concelho de Idanha-a-Nova. Porém, para a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), naquela altura havia oito militares de serviço, ainda que de apoio ao helicóptero ali estacionado, para ataque aos incêndios.

O JN soube que, quando ao início da tarde eclodiram as chamas numa zona de mato daquela localidade, o CDOS de Castelo Branco contactou o Centro de Meios Aéreos do distrito - onde está instalada a unidade do GIPS - e deu ordem para que uma equipa terrestre de ataque inicial avançasse para o teatro de operações. "Não há equipa hoje", terá sido respondido do outro lado.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________