Donativos para Ajudar a Bebé Matilde Isentos de Impostos - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Donativos para Ajudar a Bebé Matilde Isentos de Impostos


Ainda não tinham passado dois dias e meio desde que os pais de Matilde anunciavam ter atingido o valor do medicamento de dois milhões de euros necessários para a filha doente quando, ao final de quinta-feira, chegou outra boa notícia: a solidariedade não pára.

A conta solidária criada para angariar fundos para a bebé de dois anos e meio cujo estado de saúde está a emocionar e mobilizar Portugal somou, em dois dias e algumas horas, mais meio milhão de euros depois de, na terça-feira, ter sido cumprida a meta dos dois milhões.

Na página de Facebook "Matilde, uma bebé especial", onde os pais da criança têm dado conta de desenvolvimentos vários sobre o caso, lê-se, na mais recente publicação, que já foram angariados mais de 2 milhões e 517 mil euros. "Os donativos continuam a chegar e agradecemos de coração", escreve a mensagem que acompanha a imagem do extrato bancário.

"Queremos tranquilizar os vossos corações, que têm sido enormes e têm estado sempre ao lado da nossa/vossa Matilde, garantindo que todo o valor que não for necessário para o tratamento da Matilde será doado às famílias com outras 'Matildes'", acrescenta a publicação.

Matilde sofre de atrofia muscular espinhal tipo 1. O valor que os pais se propuseram a angariar serviria para comprar o Zolgensma - um medicamento novo, ainda em avaliação na Europa - mas não se sabe como serão usados. A verdade é que ainda não se sabe que destino terão os donativos, uma vez que, caso seja aprovado um pedido de Autorização de Utilização Excecional (AUE), o Estado poderá assumir os custos do fármaco. De qualquer forma, fonte do Ministério das Finanças confirmou ontem que não vão ser tributados.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________