Parlamento português louva atuação do INEM em Moçambique após ciclone Idai - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Parlamento português louva atuação do INEM em Moçambique após ciclone Idai


A Assembleia da República aprovou esta quarta-feira, por unanimidade, um voto de louvor à atuação do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) em Moçambique, após a passagem do ciclone Idai, que provocou 603 mortos.

O voto de louvor, apresentado pelo PS, lembra que, "entre os dias 31 de março e 30 de abril, o INEM teve em funcionamento, em Mafambisse, província de Sofala, o seu módulo de emergência (vulgarmente designado por hospital de campanha), no qual estiveram envolvidos 52 profissionais de saúde". 

"A equipa do INEM prestou apoio médico a um total de 1.656 pessoas, numa significativa média diária de 55 assistências. Os profissionais do INEM prestaram ainda apoio ao Centro de Saúde de Mafambisse, nas áreas de internamento, sala de partos e consultas externas, numa colaboração direta com os profissionais de saúde locais", elenca o partido, que nota que "a atuação do INEM em Moçambique ocorreu na sequência da ativação deste módulo de emergência médica pelo Mecanismo Europeu de Proteção Civil".

Na ótica do PS, isto "significa o reconhecimento europeu da capacidade do instituto para atuar em cenários de grande complexidade", sendo que "o apoio prestado pelo INEM representou também, entre outras iniciativas realizadas por outras entidades nacionais, a corporização da solidariedade do Estado português para com o povo irmão de Moçambique". 

O documento acrescenta que, "dando ainda cumprimento ao acordo bilateral existente entre o INEM e o Serviço de Emergência Médica de Moçambique, cinco ambulâncias daquele serviço foram equipadas com material fornecido pelo INEM, tornando estes veículos mais aptos para a prestação de cuidados de saúde à população".

Por tudo isto e "pela relevância do trabalho prestado em Mafambisse", o parlamento português "louva o trabalho desenvolvido pelo INEM e pelos seus profissionais, num contexto em que o apoio prestado pelo INEM representou, indiscutivelmente, uma significativa mais-valia no apoio prestado à população afetada por esta catástrofe natural".

O ciclone Idai atingiu Moçambique em meados de março, principalmente a cidade da Beira, bem como o Malawi e o Zimbabué, países vizinhos, tendo afetado, no total, cerca de 1,5 milhões de pessoas.

Moçambique voltou a ser afetado por um ciclone em abril - o Kenneth atingiu a província de Cabo Delgado, no norte do país -, tendo causado, segundo o balanço mais recente, 41 mortos e afetado 166.000 pessoas.

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________