Certificação, Para Que Serve? - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Certificação, Para Que Serve?


No passado dia 8 fomos todos confrontados com um acidente, grave, sofrido por uma ambulância da Cruz Vermelha de Moura.

Ontem as notícias eram de que a referida ambulância não tinha certificação passada pelo INEM e por isso não devia estar a fazer o serviço. Cumprir a legislação, acho muito bem, mas como vem sendo hábito a mim assaltam-me sempre outras dúvidas. Gosto de espreitar por detrás da “coisa” e ver outros ângulos, deve ser defeito de ter muito tempo livre, a reforma tem as suas vantagens, às vezes, digo eu ………..

Primeiro é necessário esclarecer que a certificação do INEM não se debruça sobre componentes “mecânicos” da viatura, essa função está acometida aos centros onde se procede à IPO (Inspecção Periódica Obrigatória), o INEM trata de muitas outras coisas mas na maioria delas tem a ver com listas e listinhas, carga dos veículos (material) e essas coisas.

Deve ser feito? Se calhar sim, porventura não. Depois ao que me parece o INEM demora, demora e demora a marcar as vistorias e os carros parados apanhar pó nos parques das entidades detentoras.

Depois no meio disto tudo ainda entra o IMT que mais uma vez mede as listas e as listinhas e essas coisitas todas.

E por fim na maior parte das vezes quem tem que arcar com isto tudo às costas são as entidades detentoras dos veículos que têm que socorrer as pessoas e se as coisas correm bem, passa por entre os pingos da chuva se a coisa corre menos bem vai-se à “caça” de coisas de somenos importância para o caso. Será que as listas estavam em desconformidade e as Cânulas Orofaríngeas (os tubos de Guedel) faltava alguma tendo isso criado algum desequilíbrio na viatura que fez com que não conseguisse descrever a curva?

Ai que porra, às vezes dá-me para cada uma, até porque as inspecções do INEM têm cada coisita que tira qualquer um do sério. As ABSC têm uma “carga” obrigatória que tem que estar sempre disponível, sempre, as listas têm uma determinada medida, mas se tiver menos dois ou três milímetros não fará grande mal, digo eu. Acho que nos andamos a preocupar e a criar casos com “merdices” quando porventura nos devíamos preocupar com coisas com mais substância, tipo viaturas INOP por falta de reparação ou por falta de tripulação, como se vai ouvindo nos OCS.

Há “coisas” que interessam dizer para lançar uma certa neblina sobre a coisa por forma a desviar atenções.

Digo eu !!!!!

Martins Andrade

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________