Ser Bombeiro, Uma Vida que nos Vai "Sugando a Alma" - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Ser Bombeiro, Uma Vida que nos Vai "Sugando a Alma"


São 02:00 da madrugada e, estou, a pedido de um amigo, a tentar escrever um artigo de opinião, subordinado a um tema especifico por ele proposto.

Acabou há pouco a reunião de direcção da Associação que detém o Corpo de Bombeiros que orgulhosamente comando e na qual estive presente, e, vou tentar que entendam em palavras com alma e vida, a vida que a alma nos vai sugando.  

Para se ser Bombeiro não é preciso ter ascendência, é preciso sim ter alma, alma de Bombeiro!...
Tive a grata felicidade de ter nascido no seio de uma família de Bombeiros, no entanto, conheço grandes Bombeiros que só conheceram a nossa "arte" quando se alistaram ou quando foram desafiados por algum amigo que já possuía o "bichinho".

É como em todas as áreas, é preciso  ter além de outros predicados, alma, a tal alma de Bombeiro.
No dia 2 de Dezembro de 1967 aquando do meu baptismo de fogo, «o mesmo que dizer: primeira saída para um incêndio», - lembro-me como se fosse hoje e já lá vão mais de 48 anos - como estou velho?!. 

Principio de noite de noite, incêndio em palheiro e estábulo com animais na aldeia do Maxial concelho de Torres Vedras, «guardo religiosamente cópia da Ordem de Serviço/Relatório desse incêndio», o meu saudoso pai com o "coração nas mãos" via-me a trabalhar, e, com grande preocupação, ia tentando proteger-me como podia. Entretanto, um Bombeiro mais antigo e muito experiente disse-lhe: " tem calma Mário, não te preocupes que o rapaz tem alma".

É essa alma, que nós Bombeiros fomos por Deus providos, e que nos vai ajudando no dia a dia, e nos vai agarrando à vida pela nossa carreira fora...

É essa alma que a nossa vida e a vida dos outros nos vai sugando.

Passo a explicar:

Nós bombeiros, nos momentos de ardor, de vontade, de altruísmo e de entrega a uma missão seja ela qual for, vamos sem que nos apercebamos, dando um pouco da nossa alma à vida que a consome, que a vai sugando. Não pensamos sequer nisso, entrega-mo-nos com denodo e uma inexplicável força interior, dando alma à vida a tal que desgastando a vai sugando.

Mas há mais vidas que nos sugam a alma, essas pertencem àqueles que, usam as nossas almas para "treparem" e se catapultarem para as esferas do poder. Algumas dessas vidas só viram ou ouviram falar de incêndios, acidentes e outras catástrofes, nos ecrãs das televisões e nas páginas dos jornais, no entanto, auto-proclamando-se Bombeiros sem farda, lá vão sugando a nossa alma para dar vida e alma às suas vidas, quase sempre no conforto do ar condicionado. 

Depois mais tarde, quando os seus objectivos alcançados, estão-se nas tintas para quantas almas as suas vidas sugaram.

E nós? Nós cá vamos continuando, umas vezes mais empolgados outras com mais calma, sem que nos apercebamos que vivemos uma vida que nos vai sugando a alma!...  

Luís Pimentel

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________