Sempre a fugir com o CU à Seringa!!!! (Xeringa) - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Sempre a fugir com o CU à Seringa!!!! (Xeringa)


Li hoje algures por aí num Jornal e depois fui confirmar no site do IPMA de que os Incêndios de Março ÚLTIMO tinham sido influenciados por Anticiclones, até acredito que sim, mas já agora e os do ano anterior e do anterior e do anterior e assim lá para trás? Tiveram causas também “anticiclónicas”?

É que ando nisto há uns anitos e sempre me lembro de ouvir e ver incêndios temporãos a única diferença é que só andavam por cá uns “tipos” vestidos com umas roupas vermelhas e raramente alguém lhes ligava. Hoje não, hoje em dia temos outras forças, outros técnicos, outro saber e por vezes, ou quase sempre, antes de irem “anunciam-se” e como mesmo assim aparecem os tais incêndios temporãos lá vem alguém ou algum Organismo a dar explicações técnicas para tal ter acontecido.

É que é “chato” ter-se criado Agências, Observatórios, mudar-se o nome a coisas e as “coisas” acontecerem exactamente como antes.

Ainda não deram conta de qual a razão? Eu dou-lhes a minha modesta opinião.

Isto acontece, sempre que o São Pedro se “chateia” e fecha a torneira e deixa o sol aquecer antes do tempo. Sempre foi assim, sempre assim vai ser, tanto faz criar “Agências”, “Observatórios”, mudar o nome às coisas e mesmo nomeando CTI para fazer relatórios. Por falar em relatórios, alguém me sabe dizer porque é que os de 2017 foram públicos, mesmo tendo a dimensão que tiveram e os de 2013 (Caramulo) não viram a luz do dia?

Agora há mais “Forças” no terreno para fazer face aos incêndios, até já há meios aéreos durante todo o ano e eles aparecem e dão trabalho, porque é normal, pode é parecer mal, eles continuarem a aparecer quando o chamado “reforço” é “tão grande” e com tanto saber por aí espalhado. Então arranjam-se explicações técnicas. E antes, e antes, e antes …. Não havia anticiclones a influenciar? E em 2017 não houve condições meteorológicas a condicionar?

Foram condicionados pelos anticiclones?

Olhem façam-lhes agora o que fizeram em 2017, acusem-nos!!!!!

Ai que porra

Martins Andrade

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________