Plano Contra Incêndios de Pedrógão Grande Ignora Fogos de 2017 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Plano Contra Incêndios de Pedrógão Grande Ignora Fogos de 2017


O Instituto da Conservação da Natureza e Floresta acusa a Câmara de Pedrógão Grande de ignorar a área ardida no trágico incêndio que atingiu o concelho em 2017, matando 66 pessoas e ferindo mais de 250.

O novo Plano Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios da Autarquia de Pedrógão Grande foi chumbado pelo Instituto da Conservação da Natureza e Floresta (ICNF), por, entre outras razões, não ter em conta a área ardida. Ao todo, o relatório aponta um total de 14 falhas ao plano contra incêndios florestais.

"A análise do histórico e causalidade dos incêndios florestais é desenvolvida com os dados de ocorrências e área ardida no período de 2005-2015, sem utilizar os dados de 2016 e 2017", aponta o Instituto num documento ao qual a TSF teve acesso, em que arrasa a gestão municipal, a quem atribui culpas no incêndio, ainda que indiretas.

O documento em causa diz que o Plano Municipal apresentado "não faz, ao nível da ocupação e uso do solo, uma análise real aos constrangimentos verificados e que permitiram a devastação do incêndio de junho de 2017, como, por exemplo, a falta de implementação de prevenção estrutural e a total falta de gestão florestal nos povoamentos de produção e a consequente acumulação de carga combustível na floresta".

Além da omissão dos dados relativos a 2016 e 2017 e das falhas acima citadas, o ICNF destaca a falta de referência às condições meteorológicas associadas aos grandes incêndios, mapas de perigosidade e risco feitos com dados de 2007, mapas com "desconformidades" em pontos como os limites das freguesias, identificação dos concelhos limítrofes, um mapa hidrográfico sem as albufeiras existentes. Segundo o Instituto, até a cartografia do concelho está desatualizada, baseando-se numa Carta de Uso e Ocupação do Solo (COS) da Direção-Geral do Território também com data de 2007, apesar de, desde essa altura, esta já ter sido atualizada duas vezes, a última em 2015.

Segundo a TSF, há oito anos que Pedrógão não tem plano contra incêndios. À semelhança do que aconteceu em janeiro, também em 2015 o município viu chumbando um plano municipal.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________