“Banha de Cobra” - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 24 de abril de 2019

“Banha de Cobra”


Ontem, por acaso, dei por mim a ver a reportagem na SIC sobre o tema a que chamaram de “Contrafogo sem regras em Portugal”.

Nesta reportagem, para além de vários técnicos em “contrafogo”, “fogo de supressão”,​ ​ “fogo controlado”, “fogo de gestão de combustível”, “fogo tático” e outros fogos que por aí proliferam, nos glossários “técnicos”, apareceram também os Espanhóis da UME, que ao que parece, sim ao que parece, resolveram os fogos em Mação e por ali (2017) com essas técnicas e só não resolveram mais cedo porque ao que parece houve uma data de populares que lhes fizeram fogo nas costas, obrigando-os a fugir e a redefinir estratégias. Até parece que isso foi coisa nunca vista!!!!!

O certo é que os únicos que não sabem fazer “isto” são mesmo os Bombeiros, mal comparados aos populares, todos os outros são peritos nisto, pois os únicos que foram filmados, ou mostrados, a utilizar esta técnica foram os Bombeiros, com alguns populares por lá misturados.

Pois, os outros têm a hipótese de chegar e dizer não queremos aqui ninguém e toda a gente “mete o rabo entre as pernas” e abalam dali sem sequer saberem o que se está a passar, foi o que se viu com os “Nuestros Hermanos” e é o que se passa com outras forças.

Há exageros? Claro que há, com os Bombeiros como com todas as outras forças.

Sabem qual é a diferença? É que nós somos muito mais que eles e fazemos muito mais trabalho que os outros todos, logo a probabilidade de erro é muito maior. Sempre ouvi dizer: “Não faças nada e livras-te de uma carga de trabalhos”. Depois, nessa reportagem foi mostrada uma “manobra” e referido várias vezes que era ilegal, era ilegal, era ilegal, e só muito lá no meio se diz que para ser legal tinha que estar registada na fita do tempo.

Muito bem, “Registada na Fita do Tempo”. Como é que isto se processa? O incêndio está a desenvolver-se num local X o CDOS (CODIS) está no local Y, às vezes a maioria das vezes a Kms, muitos de distância e dá autorização ou não dá. Se dá regista na tal “Fita do Tempo” a hora de inicio, a hora de fim e o responsável pela “manobra”. 

Depois ao fim faz-se a avaliação, e tanto para os Bombeiros, como para os técnicos, o resultado é sempre um de dois, ou correu bem ou correu mal, sim porque só há estas duas hipóteses, OS QUE CORREM BEM E OS QUE CORREM MAL, independentemente de quem a usa. Vir dizer depois que “isto” aconteceu por causa disto ou daquilo é como acertar no resultado depois do jogo acabar, antes ninguém sabe por mais avaliações que se façam. Faz-me lembrar o Outro “Prognósticos? Só no fim do Jogo”.

Depois há aquilo a que se chamam as “Janelas de oportunidade”, que por vezes são pequenas, muito pequenas e ou se aproveitam ou não se aproveitam, quantos de vós não esteve já perante o dilema, faço ou não faço? Muitos, todos.

Estranho, há tempos ouvia dizer ao Sr. MAI que o ano passado, fruto das alterações introduzidas, na PC tinha ardido menos, eu contrapus, agora depois dos relatórios das CTI desta vida, dos Observatórios, e de mais alguns encomendados por aí, unanimes a dizer que as condições eram extremas, vêm contrapor com os contrafogos feitos e só pelos bombeiros. ​

Acho estranho, já cá passei por ensinamentos dos nossos amigos “Chilenos”, agora foram os “Nuestros Hermanos”​ ​que vieram ajudar e ensinar, todos os anos os “Técnicos” Portugueses, todos aprendem, menos os Bombeiros, estranho. Ah Cambada, que não há forma de aprenderem, parecem uns tamancos. Estanho também é que muitos dos “nossos técnicos” são Bombeiros, mas têm pensamentos divergentes consoante a cor da pele que trazem vestida. Espírito de sobrevivência? 

Pois…….

Bom já que os técnicos têm todo o saber, os meios, tecnológicos, aéreos e terrestres são na maior quantidade de que há memória, e uma vez que os contrafogos vão todos ser feitos por “técnicos credenciados”, se arder também quero saber qual vai ser a desculpa. Já agora estejam atentos para ver quantos vão ser feitos e quantos vão correr bem e as consequências dos que eventualmente corram mal.

Sim, porque os Bombeiros deixam de fazer, o São Pedro também não é reconhecido, como não foi o ano passado, vamos ver se chega a vez de outros. Vou estar atento.

Há exageros? Há!!! Todos exageram? Todos!!!!

Então porque erramos mais? Erramos mais, porque somos mais e somos os que mais damos o corpo ao manifesto e somos aqueles que mais sentem as “dores” das nossas gentes.

Sabem uma coisa, os que fazem o diagnóstico e passam a receita, são os mesmos que vendem o medicamento. Há por aí tanta banha de cobra a ser vendida.

Digo eu, é o que me parece.

Martins Andrade

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________