Postos de vigia da floresta continuam fechados, apesar do risco agravado de incêndio - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 28 de março de 2019

Postos de vigia da floresta continuam fechados, apesar do risco agravado de incêndio


GNR reforça patrulhas pelo país, nomeadamente para travar queimadas, mas é impossível ativar qualquer posto de vigia.

Apesar do tempo e do alerta amarelo com "significativo agravamento do risco de incêndio florestal" até domingo, como declarou o Governo, os postos de vigia do país vão continuar vazios. A GNR vai reforçar nos próximos dias as patrulhas terrestres para prevenir as chamas, mas admite que era impossível ativar a Rede Nacional de Postos de Vigia.

O coronel Vítor Caeiro, do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR, adianta à TSF que até domingo esperam colocar mais algumas centenas de guardas em patrulha para prevenir incêndios, sobretudo em zonas florestais e áreas mais críticas como o norte do país.

No entanto, não era possível ativar os postos de vigia que durante os meses do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais, de maio a outubro, estão, por norma, a funcionar.

Ao todo a Rede Nacional de 2018 era composta por 228 postos de vigia que apesar do alerta amarelo continuarão vazios.

Vítor Caeiro diz que as condições climatéricas dos últimos anos têm-nos feito prolongar ao máximo o tempo que estes postos de vigia estão abertos, mas esse serviço "obedece a regras legais de contratação pública que não pode exceder os seis meses", nem é possível contratar rapidamente pessoas para concretizar essa tarefa.

O responsável do SEPNA da GNR recorda que não era previsível que o país tivesse uma onda de calor nesta altura do ano e que os incêndios estão a ser cada vez mais imprevisíveis.

Fonte: TSF

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________