Bombeiros arrasam Câmara e deixam alerta ao referir que «já não podem garantir que a protecção da população seja assegurada» - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Bombeiros arrasam Câmara e deixam alerta ao referir que «já não podem garantir que a protecção da população seja assegurada»


A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Constância arrasam a Câmara Municipal num comunicado enviado para a redacção da Hertz. Está em causa, recorde-se, o panorama de crescentes dificuldades em torno do dia-a-dia dos soldados da paz, «que já passam fome», adiantou, em primeira-mão à Hertz, o Comandante Adelino Gomes. 

Tal como avançámos, houve registo para a ajuda de uma entidade sediada no distrito no pagamento de combustíveis, sendo que alguns hospitais, dos quais os bombeiros são credores, manifestaram intenção de pagar parte do que devem… mas do lado da autarquia da Vila Poema a porta fechou-se a qualquer auxílio. Perante este cenário, a Associação fez chegar, então, o referido comunicado onde lamenta que se continue «a debater com atrasos de pagamento excessivos por parte da maioria das entidades a quem presta serviços, todas integrantes do sistema nacional de saúde. 

No final de Janeiro, a divida dessas entidades rondava metade do orçamento anual». Ficou, também, o alerta sobre a «situação de estrangulamento de tesouraria, que é insuportável». A Associação confirma que já foram tomadas «medidas de racionalização e de compressão de custos, que permitiram manter atividade e serviços». «Não foram todavia medidas fáceis», lamentam os Bombeiros, «pois também já implicaram rescisões de contratos de trabalho. No presente, existem vencimentos por liquidar e dividas a fornecedores por resolver». 

A Associação garante que «já não pode assegurar que essa a missão de socorrer e proteger a população possa continuar a ser cumprida». No final, o comunicado arrasa a autarquia de Constância: «Não temos podido contar com a colaboração consequente de entidades a quem cabe cuidar das vidas, dos bens e da segurança da população, cuja responsabilidade pertence ao Presidente da Câmara Municipal de Constância. Todavia, a Câmara manifesta paralisia perante as dificuldades que lhe temos sistematicamente comunicado, e tem sido incapaz de decidir acerca de vias de solução para os problemas existentes. 

Será a Câmara Municipal a depositária das chaves da Associação quando lhe forem entregues, que poderá ser o caso a manter-se a situação presente, de incumprimento de pagamento de dívidas pelas instituições a quem prestamos serviços».

Fonte: Radio Hertz

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________