Bebé de 11 Meses Sobreviveu a Desabamento de Edifício e Temperaturas Negativas - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Bebé de 11 Meses Sobreviveu a Desabamento de Edifício e Temperaturas Negativas


A criança esteve 35 horas debaixo dos escombros, a uma temperatura a rondar os 20 graus negativos.

Um bebé de onze meses foi resgatado com vida dos escombros de um edifício que ruiu parcialmente, segunda-feira, na cidade de Magnitogorsk, na Rússia. Balanço provisório dá conta de sete vítimas mortais até ao momento.

A criança esteve 35 horas exposta a uma temperatura de cerca de 20 graus negativos e foi resgatada 17 horas depois de a última pessoa ter sido tirada dos escombros do edifício com vida. O bebé estaria enrolado em roupa de cama.

O Departamento Regional de Emergências, citado pela agência russa Interfax, anunciou que pelo menos 37 pessoas estão ainda desaparecidas na sequência do desmoronamento do edifício na localidade de Magnitogorsk, que terá tido sido provocado por uma explosão de gás.

Um porta-voz do Ministério para Situações de Emergência da Rússia, que num balanço inicial tinha anunciado três mortos, especificou que foram retiradas dos escombros do edifício 12 pessoas, cinco das quais com vida, totalizando um balanço provisório de sete vítimas mortais.

O mesmo porta-voz adiantou que os trabalhos de resgate de vítimas foram entretanto suspensos devido ao risco de colapso do que restou do edifício de nove andares.

As operações de resgate estão também a ser dificultadas pelas baixas temperaturas, que rondam os 20 graus negativos em Magnitogorsk, situada no sul dos Urais, não muito longe da fronteira com o Cazaquistão.

O Presidente russo, Vladimir Putin, deslocou-se na segunda-feira ao local do desmoronamento e visitou os hospitais para onde foram conduzidos feridos.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________