ANPC Recusa José Alberto Lomba para Comandante dos Bombeiros de Braga - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

ANPC Recusa José Alberto Lomba para Comandante dos Bombeiros de Braga


A Autoridade Nacional de Proteção Civil não aceitou o nome de José Alberto Lomba para gerir os destinos da corporação dos Bombeiros de Braga. O motivo evocado é legal: ultrapassou a idade máxima para ser nomeado, isto é, a lei só aceita nomeações até aos 60 anos e Lomba tem 61.

Escolha pessoal do Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros bracarenses, capitão António Ferreira, o ex-comandante dos homens da paz de Vila Verde vê assim gorada a expetativa de aceder a um cargo relevante.

José Alberto Lomba deveria ter tomado posse, no passado dia 6 de janeiro.

O MINHO sabe que, em cima da mesa, esteve a hipótese de uma transferência entre quartéis, de forma a contornar a lei.

No entanto, a ANPC também vetou essa solução por considerar não se tratar de uma verdadeira transferência.

A verdade é que esta sugestão agradava tanto a Braga como a Vila Verde: os primeiros ganhavam um comandante, os segundos livram-se de um problema e a nova Direção poderia escolher um novo rosto.

Este volte face, faz com que José Lomba mantenha os processos judiciais que tem contra a direção da associação vilaverdense: um com vista à anulação do seu afastamento do comando e o outro por difamação e ataque à honra e bom nome.

Depois da saída de António Cerqueira, os bombeiros de Braga estão a ser chefiados pelo subchefe Pedro Ribeiro.

Um dado curioso neste processo, e segundo a mesma fonte, o parecer que rejeita o nome de José Alberto Lomba para Braga é assinado pelas duas mesmas pessoas da Autoridade Nacional da Proteção Civil que integraram a Comissão arbitral que viria a confirmar o afastamento do comando vilaverdense.

E com os quais, José Alberto Lomba, tem um diferendo num dos processos judiciais.

Recorde-se que o afastamento de Lomba começou depois de ter criticado o uso de uma ambulância para o transporte de uma equipa da TVI ao serviço de um programa em direto transmitido a partir de Vila Verde.

Fonte: ominho.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________