Quatro ambulâncias dos Bombeiros de Santarém multadas por excesso de velocidade em emergência - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 23 de dezembro de 2018

Quatro ambulâncias dos Bombeiros de Santarém multadas por excesso de velocidade em emergência


Foram quatro as ambulâncias dos Bombeiros Municipais de Santarém que foram apanhadas pelos radares e multadas em marcha de emergência.

No mês de dezembro os Bombeiros Municipais de Santarém foram surpreendidos com quatro multas de excesso de velocidade referentes a ambulâncias que circulavam na via pública em serviço de emergência.

A corporação de bombeiros encontra-se descontente com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, visto que as multas não lhes foram anuladas mesmo depois da corporação ter enviado documentos que comprovavam que as ambulâncias, que foram apanhadas em excesso de velocidade, estavam a circular em serviço de emergência.

Todas as ambulâncias foram “apanhadas” por radares na A1, entre a cidade de Santarém e Lisboa, enquanto transportavam doentes em marcha de urgência para o hospital de Lisboa.

José Guilherme, comandante dos Bombeiros Municipais de Santarém, lamenta a situação e garante que a corporação está a preparar uma exposição do caso de modo a que alguém “com bom senso” lhes anule as multas em questão.

Um dos bombeiros pagou a multa, dentro do prazo de 15 dias, para que a lei não fosse desrespeitada. O bombeiro que pagou a multa, corre ainda o risco de perder pontos na carta de condução, caso a situação não seja anulada.

O comandante dos Bombeiros, acrescenta que a situação se está a tornar complicada para os bombeiros e muitos querem deixar de conduzir ambulâncias, visto que correm o risco de serem multados injustamente, como se verifica neste caso.

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________