Despiste Contra Pinheiro Deixa Condutor em Estado Grave - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Despiste Contra Pinheiro Deixa Condutor em Estado Grave


Um homem de 45 anos ficou gravemente ferido na sequência do despiste da viatura que conduzia, quarta-feira cerca das 22.55 horas, na Estrada Nacional 263, perto de Santa Luzia, concelho de Ourique.

O homem ficou encarcerado, sendo depois transportado para o Serviço de Urgência (SU) do Hospital de Beja. Dada a gravidade do seu estado, a vítima acabou por ser transferida para o Hospital de São José, em Lisboa.

O condutor viajava no sentido norte/sul, de regresso a casa depois de mais um dia de trabalho, quando, por motivos que se desconhecem, a viatura saiu da estrada e foi embater violentamente num pinheiro, tendo o condutor ficado preso na amalgama de destroços.

Fonte dos bombeiros revelou ao JN que "os trabalhos de socorro foram muito complicados, face à forma como o homem estava preso no interior da viatura".

O alerta para o acidente foi dado aos Bombeiros de Ourique via CODU, que fez deslocar para o local 8 operacionais, apoiados por três viaturas entre as quais uma de desencarceramento. No local esteve ainda a viatura de suporte imediato de vida (SIV) de Odemira e duas patrulhas da GNR, uma de Ourique e outra de Aljustrel.

Na página de ocorrências da Proteção Civil, no registo da ocorrência está indicada a presença de 4 operacionais e 2 viaturas, precisamente os elementos que a GNR fez deslocar para o acidente.

Desde o início da semana que os comandos dos bombeiros deixaram de reportar ao CDOS "a informação operacional por via informática, telefónica e também via rádio" sobre o desenrolar das operações, cumprindo uma determinação tomada no passado sábado, em Santarém, durante o Conselho Nacional Extraordinário da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).

Criação de Comando Autónomo Interno

Recorde-se que na passada segunda-feira, mais de três dezenas de comandantes e operadores de centrais telefónicas dos 15 corpos de bombeiros do distrito de Beja reuniram-se e decidiram criar um "Comando Autónomo Interno" (CAI), para que "eventuais pedidos de reforço de meios externos ao Corpo de Bombeiros (CP), seja transmitida à Central desse CP, cujo comandante diligenciará esse pedido ou dele dará conhecimento ao Corpo de Bombeiros vizinho ou à GNR, PSP, INEM ou eventualmente o SMPC". Este CAI atuará e gerirá o reforço de meios de desencarceramento ou viaturas de combate a incêndio, continuando o socorro pré-hospitalar a ser gerido pelo CODU/ INEM.

Segundo o portal de informação Odigital, os comandantes dos Bombeiros Voluntários do distrito de Évora, reunidos na noite de quarta-feira, decidiram também criar um comando autónomo, dividido em duas zonas.

O comando será liderado pelo comandante dos Bombeiros de Estremoz, Carlos Machado, tendo como segundos-comandantes na Zona 1, os comandantes dos Bombeiros de Évora, Rogério Santos e de Portel, Arsénio Grilo. Na zona 2 são segundos da hierarquia, os comandantes dos Bombeiros de Vila Viçosa, Nuno Pinheiro e do Redondo, Rogério Moura.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

_______________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________