Bombeira Agredida Quando Passeava Cão - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 4 de novembro de 2018

Bombeira Agredida Quando Passeava Cão


Uma bombeira de Viatodos (Barcelos) foi brutalmente agredida, na quinta-feira à noite, quando passeava o cão em Gondifelos, Vila Nova de Famalicão. Carla Costa, de 42 anos, foi insultada e atacada a soco por um homem, com cerca de 55 anos, que após a violenta agressão a abandonou sozinha na rua. A bombeira rastejou até uma casa, onde pediu ajuda. Está internada no Hospital São João de Deus, em Famalicão, com um tornozelo partido e várias escoriações e hematomas pelo corpo. Deve ser operada este domingo. A GNR ainda não identificou o agressor. 

"Ainda agora não consigo perceber o que motivou tanta violência. Não conheço o senhor de lado nenhum, nunca o tinha visto. Abordou-me de uma forma abrupta, com insultos, a mandar-me sair da rua. Quando tentei falar, para explicar que só estava a passear o cão, fui brutalmente agredida e atirada ao chão", contou ao CM Carla Costa, revoltada com os acontecimentos. 

A bombeira, que ainda terá de ser sujeita a uma intervenção cirúrgica, já formalizou queixa na GNR. No entanto, até ontem, o agressor não tinha ainda sido identificado. O agressor tirou-lhe o telemóvel durante o ataque e depois abandonou-a na rua. 

"Consegui arrastar-me até à casa mais próxima e assim que me viram ligaram aos bombeiros e à GNR", lembra Carla. O cachorro ‘Scottex’ também ficou traumatizado com o ataque. "Não quer sequer ir à rua. Está em casa, muito assustado", refere a vítima, emocionada.

Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário