Família Adota Cadela Salva por Bombeiros de Matosinhos-Leça - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Família Adota Cadela Salva por Bombeiros de Matosinhos-Leça


A cadela que foi resgatada, domingo, pelos Bombeiros de Matosinhos-Leça já foi adotada. O animal, de porte pequeno e ainda bebé, estava a afogar-se num riacho, junto do Parque de Campismo de Angeiras, em Lavra, quando alguns moradores da zona se aperceberam de que corria perigo de morte e alertaram as autoridades. 

"Quando chegámos ao local, percebemos logo que ia ser uma operação complicada porque a zona onde ela estava era de difícil acesso. Tivemos de entrar pelo mato e dentro do riacho com recurso a umas cordas para que nos pudéssemos guiar", explicou Caio Silva, bombeiro que integrou a equipa de seis operacionais que participaram no resgate e salvamento da cadela bebé. 

"Apesar da dificuldade devido à lama densa, conseguimos chegar até ela. Já apresentava sinais de hipotermia e estava muito assustada", acrescentou. A cadela, carinhosamente batizada de Ovos, recebeu assistência no local. "Nós temos um equipamento próprio para resgate e salvamento de animais, mas não foi necessário utilizá-lo neste caso. Tivemos apenas de a aquecer, dar-lhe comida e tentar encontrar uma família para ela", referiu Rita Gonçalves, bombeira que também participou no resgate da pequena cadela. 

Os Bombeiros Voluntários de Matosinhos-Leça foram uma das primeiras corporações do País a receber formação e material de primeira assistência específico para animais. As imagens do resgate foram publicadas na rede social Facebook e, poucas horas depois, uma família disponibilizou-se para acolher e cuidar do animal.

Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário