Quando a Sirene Toca e o Comandante Não Quer… - VIDA DE BOMBEIRO

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Quando a Sirene Toca e o Comandante Não Quer…


A sirene toca e eu fico emocionado, a minha alma sofre, o coração aperta, a cabeça pensa a mil à hora, o corpo estremece e a pele arrepia. 

Emociono-me porque a minha paixão pelos bombeiros é imensa e quero ajudar em mais uma hora de aflição. A sirene grita por mim.  Não quero dinheiro, não quero fama,  apenas reconhecimento de quem nos comanda. 

" SÓ QUERO SER BOMBEIRO". SER BOMBEIRO É UMA HONRA. 

É preciso ter orgulho em ser bombeiro. Para vestir uma farda de bombeiro é preciso ter muito mais do que sonhos ou vaidade, é preciso ter espírito de missão, coragem, abnegação, ser altruísta. Não se escolhe quem vamos salvar ou acudir. 

O que me move não são os agradecimentos pelos salvamentos, sacrifícios ou riscos que corri numa missão, o que me move é saber que esses mesmos sacrifícios ou riscos fizeram a diferença na vida de alguém, inclusive na minha. Todos temos histórias para contar, umas mais felizes do que outras. Mas em todas deveríamos ter o apoio do Comandante. Ele tem de ser o líder. A liderança não pode ser imposta, tem de ser conquistada. 

Onde está o entusiasmo que o Comandante deveria transmitir,se ele próprio não se entusiasma? 
Onde está a integridade que o Comandante deveria exigir, se ele próprio não é integro? 
Onde está a imparcialidade que o Comandante deveria transmitir, quando descrimina os seus homens? 

Como pode um Comandante exigir confiança aos seus homens, se ele não lha transmite? 

Pede-se a um Comandante que tenha consideração por quem passa incansavelmente horas a fio, dias inteiros, longe de quem ama, numa frente de fogo. 

Pede-se a um Comandante que faça valer o seu estatuto, não por submissão, mas sim por mérito, por respeito. 

Um Comandante que não tem a admiração dos seus homens, não é bom Comandante. 

Um Comandante que não respeita os seus homens, não é bom Comandante. 

Um Comandante que faz distinção e discrimina os seus combatentes não é bom Comandante. 

Um Comandante que manda tocar uma sirene 30 minutos e não aparece ninguém, não é bom Comandante. 

Um Comandante que apenas grita e ameaça os seus homens, não é bom Comandante. 

UM COMANDANTE TEM DE SER COMANDANTE.

Artigo enviado por um bombeiro que pediu anonimato por temer represálias.

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________