Bombeiros Voluntários de Viseu Ameaçam Fazer Socorros a Pé - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Bombeiros Voluntários de Viseu Ameaçam Fazer Socorros a Pé


Os Bombeiros Voluntários de Viseu ameaçam fazer o socorro a pé devido às extremas dificuldades financeiras que atravessam. A corporação diz que o estado tem para com eles uma dívida na ordem dos 100 mil euros. Para ajudar às contas, os Bombeiros vão receber um cheque com mais de 11 mil euros referente às receitas do dia dedicado aos bombeiros na Feira de S. Mateus.

Mesmo assim e por causa dos problemas financeiros, o presidente da Associação Humanitária, Carlos Costa, admite ao Jornal do Centro que os Voluntários estão a passar por uma “situação muito preocupante”, a começar pelos atrasos nos serviços que são prestados à tutela.

“Já se diz na nossa casa que estávamos melhor no tempo da troika, porque ao menos os pagamentos vinham a tempo e horas. Hoje em dia, não”, afirma o responsável.

Segundo Carlos Costa, a instituição reclama ao Estado o devido pagamento pelo transporte dos doentes e as transferências pecuniárias da Autoridade Nacional da Proteção Civil que “costumavam ser regulares mas sofrem sucessivos atrasos”. Sem este dinheiro, sublinha o presidente, os bombeiros não pagam as despesas.

“Estamos a pôr em risco os salários das pessoas, os pagamentos a fornecedores e toda a nossa atividade, incluindo a prestação de socorro. Este é um problema de extrema gravidade porque se tivermos uma ocorrência como tivemos em outubro do ano passado [com os grandes incêndios da região], não sei se temos corporações que possam dar o mesmo apoio e prestar o melhor socorro”, lamenta.

Agora os voluntários de Viseu receberão parte da receita do dia solidário dedicado a eles na Feira Franca, que decorreu no passado dia 22 de agosto, no valor de 11.492,54 euros. Carlos Costa diz que esta verba será uma “mais-valia” para as contas da instituição e realça que o dinheiro só foi possível graças à iniciativa da Câmara local, que, afirma, é a única entidade que tem apoiado a corporação em momentos de maior ajuda.

“É uma ajuda muito preciosíssima e de extrema importância para nós. Só temos pena que não tenha sido mais”, diz o responsável da Associação Humanitária, que garante que o dinheiro será usado para pagar os ordenados dos funcionários dos voluntários para o mês de agosto.

Apesar disto, o dinheiro revertido para os Bombeiros Voluntários é inferior em comparação com a verba obtido em 2017, que rondou os 12 mil euros.

Fonte: Jornal do Centro

Sem comentários:

Enviar um comentário