Tecnologia Vai Ajudar no Combate aos Fogos - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Tecnologia Vai Ajudar no Combate aos Fogos


A tecnologia vai chegar ao combate aos incêndios, com um programa informático que ajuda os comandantes no terreno a conhecerem por antecipação a direção e dimensão de um fogo florestal, permitindo avançar preventivamente com a evacuação de aldeias, anunciou esta terça-feira o secretário de Estado da Proteção Civil, na nona conferência ‘CM Não Esquece!’, onde foram debatidas propostas para impedir que se repitam as tragédias de 2017, em que pelo menos 116 pessoas morreram nos fogos. 

"Após deteção do incêndio são introduzidas no sistema variáveis e com base nesta informação o programa consegue transmitir ao comando o cone de projeção do fogo e o tempo em que vai progredir no terreno, podendo, a partir daí, o comandante preposicionar as forças e preparar um local de ataque ao fogo", afirmou José Artur Neves. Essas variáveis são a velocidade dos ventos, temperatura ambiente, percentagem de humidade no ar, declive nos terrenos e biomassa. Esta última tem criado "alguns desafios" e a solução está a ser desenvolvida por cientistas, disse. Já foram estreados os aviões de coordenação aérea "com transmissão de dados em tempo real para o posto de comando e câmara térmica que permite perceber a temperatura no solo e se todo o rescaldo foi feito". 

Outra novidade tecnológica é o SIRESP GL, "que permite ao comandante ver na tela de comando as imagens com a localização de todos os homens e equipamento". "Serve de apoio à decisão para não sobrecarregar os meios humanos e materiais", disse o governante.

Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário