Mergulhador Morre Depois de Entregar Oxigénio a Crianças Presas em Gruta - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Mergulhador Morre Depois de Entregar Oxigénio a Crianças Presas em Gruta


Um antigo membro da marinha tailandesa morreu, por falta de oxigénio, depois de ter entregado uma reserva de ar às crianças presas numa gruta inundada no norte da Tailândia, disseram esta sexta-feira as autoridades.

O chefe do Comando de Guerra Especial Naval, Apakorn Yukongkaew, disse que o suboficial Saman Gunan, 37 anos, que era oficial de segurança no aeroporto de Suvarnabhumi, perdeu a consciência ao devolver os tanques de ar usados por volta da 1h da manhã, segundo avança o jornal Bangkok Post. 

"Depois de ter entregado uma reserva de oxigénio, ficou sem oxigénio para regressar" à superfície, anunciou o vice-governador da província de Chiang Rai, Passakorn Boonyaluck. Um colega e amigo de mergulho tentou ajudar usando manobras de reanimação, mas sem sucesso. O chefe dos comandos da marinha tailandesa, Apakorn Yookongkaew, já comentou o caso e afirma que não vai prejudicar as operações de busca em curso.  

O antigo membro da marinha tirou folga do trabalho para poder ajudar Saman tinha 38 anos e era um ex-fuzileiro naval da marinha tailandesa. Atualmente trabalhava para a Airports of Thailand Plc como oficial de segurança no aeroporto de Suvarnabhumi e tirou uma folga do trabalho para ajudar seus colegas na missão de resgate na quinta-feira. 

O voluntário nesta missão que lhe tirou a vida era um ávido ciclista e atleta e um mergulhador altamente treinado. "Ele dedicou sua vida à operação. Ele era um ex-soldado, mas se ofereceu para isso", disse Gen Chalermchai Sitthisad, o chefe do Exército.

Correio da manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário