INEM e Cruz Vermelha Portuguesa Reforçam Formação em Emergência Médica - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sábado, 7 de julho de 2018

INEM e Cruz Vermelha Portuguesa Reforçam Formação em Emergência Médica


O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) celebraram um protocolo de colaboração com vista à formação de formadores para a Escola de Socorrismo da CVP. O acordo foi assinado no dia 25 de junho de 2018 e pretende expandir e reforçar a formação em Emergência Médica em Portugal Continental.

Visando a formação de 172 formadores para a Escola de Socorrismo da CVP, este protocolo vem reforçar a cooperação na área da formação entre o INEM e um dos seus principais parceiros no Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM), a CVP.

Com este acordo, INEM e CVP preveem formar, ao longo de 2018, um total de 136 elementos da CVP na valência de “Suporte Básico de Vida e Desfibrilhação Automática Externa (SBV/DAE)”. Esta formação vai permitir à CVP reforçar a sua bolsa de formadores nesta área essencial de socorrismo.

O INEM vai ainda ministrar formação a 36 elementos designados pela CVP para o curso de “Formação de Formadores Nível III”. Esta formação permitirá formar formadores da CVP para ministrarem cursos de Tripulantes de Ambulância de Transporte e Tripulante de Ambulância de Socorro, cursos estes que são essenciais e obrigatórios por Lei para as tripulações de Ambulâncias em Portugal.

De acordo com a legislação em vigor, compete ao INEM assegurar a formação dos elementos do SIEM, nas suas componentes técnicas de emergência e de socorro e definir as estratégias de formação a implementar. Uma das principais apostas do Instituto é precisamente o alargamento da rede de entidades acreditadas para ministrar formação em emergência médica, com o objetivo de disseminar competências e/ou boas práticas ao maior número possível de profissionais de saúde e de cidadãos, aumentando o seu empowerment e, consequentemente, a sua capacidade de intervenção em situações de emergência médica.

O processo de acreditação de entidades externas ao INEM para formação encontra-se certificado desde 2010 pela Norma ISO 9001:2008 e faz parte do Sistema de Gestão da Qualidade do INEM.

Estando inserida na missão do INEM e legalmente enquadrada, a formação em Emergência Médica assume um papel preponderante para a missão do INEM: garantir a prestação de cuidados de emergência médica pré-hospitalares.

Sem comentários:

Enviar um comentário