Espectador Morre no Rali. Socorristas Tiveram de Ir a Pé para o Local - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Espectador Morre no Rali. Socorristas Tiveram de Ir a Pé para o Local


Um espectador do rali de Portugal morreu, sábado, em Amarante. Ajuda demorou a chegar porque os socorristas tiveram de se deslocar a pé, numa zona de circulação apenas aos carros do rali.

A vítima caiu ao chão inanimada na zona do Bosque dos Avós, em Aboadela, Amarante. Inácio Nuno Pinho, de 57 anos, natural de Vale de Cambra, chegou ao local com dois amigos de bicicleta.

Segundo testemunhos recolhidos pelo JN, o homem caiu inanimado junto a uma barraca de uma associação. "Uma enfermeira no local ainda fez manobras de reanimação, tendo o doente recuperado por três vezes", começa por explicar António Ferreira, também ele um espetador do rali que se encontrava no local da ocorrência.

"O episódio ocorreu antes de se iniciar a classificativa, inclusive antes de surgirem os carros da organização a abrir o troço. No preciso momento que se iniciou o troço chegou um helicóptero. O INEM também apareceu no local, tendo feito o percurso do publico, serra acima, em cima da hora", refere a testemunha.

O incidente deu-se cerca das 10.30 horas, num local a cerca de dois quilómetros da classificativa de Amarante. "Não sei se o resultado teria sido diferente, mas a ambulância poderia ter chegado mais cedo no mínimo meia hora", concluiu António Ferreira

Em comunicado o INEM e ACP informaram que tiveram conhecimento da situação, cerca das 10.50 horas, e que foram acionados os meios que se encontravam mais próximos da vítima.

"Por se encontrar numa zona de espetáculo, o acesso das viaturas por via terrestre não se revelou possível, tendo a equipa com capacidade de Suporte Básico de Vida (SIV) conseguido chegar a pé junto da vítima", pode ler-se.

Segundo a fonte o helicóptero foi acionado às 10.54 horas e aterrou no local às 11.19 horas.

JN

Sem comentários:

Enviar um comentário