"Operação Helicóptero" Arranca com Formação para Duas Dezenas de Bombeiros - VIDA DE BOMBEIRO

_______________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 9 de abril de 2018

"Operação Helicóptero" Arranca com Formação para Duas Dezenas de Bombeiros


Aparelho chega à Região em Junho e vai 'obrigar' à criação de corredores acessíveis para recolha de água. A utilização de meios aéreos pela primeira vez na Madeira vai custar 1,2 milhões de euros.

A Madeira vai receber na primeira semana de Junho um helicóptero de combate a incêndios florestais. Pedro Ramos, secretário regional com a tutela da Proteção Civil, adianta que “a segurança” com que esta garantia foi transmitida pelo Secretário de Estado da Protecção Civil, Artur  Neves, afasta qualquer incerteza sobre a disponibilidade do aparelho mesmo que, ao nível nacional, o aluguer de meios aéreos se esteja a revelar uma operação difícil.

“As empresas não têm sido brandas na negociação e, a dois meses do período crítico dos incêndios, a aquisição dos meios aéreos terá de ser por ajuste direto, pela gravidade da situação”, afirma Pedro Ramos, acrescentando que, no caso da Madeira, o ajuste direto vai implicar a realização de um contrato válido por um ano, ao invés dos dois previstos, mantendo-se, contudo, o valor previsto: 1,2 milhões de euros que saem do Orçamento Regional.

“Esta verba é para todo o procedimento de combate aos fogos, envolve o aluguer do helicóptero, a equipa operacional, o número de horas, o combustível para quatro meses e a formação de equipas”, explica o governante.

Este mês, a  Região vai iniciar uma formação para 20 a 25 bombeiros, profissionais do Instituto de Florestas e da ARM. A operação helicóptero inclui também  a criação de corredores para tornar mais acessível o processo de recolha e água.

“Isso abrange igualmente o baseamento da aeronave que vai ficar nos terrenos limítrofes da Proteção Civil”, acrescenta ainda Pedro Ramos.

Para além disso, a prevenção e o combate aos fogos enquadra também o o Plano Operacional de Combate a Incêndios Florestais (Pocif) e a criação de faixas corta-fogo que têm sido executadas ao longo do ano.

Jornal Económico 

Sem comentários:

Enviar um comentário

________________________________________________________________

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________