Junho com mais 1580 Bombeiros - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

domingo, 15 de abril de 2018

Junho com mais 1580 Bombeiros


Para evitar a repetição das tragédias de 17 de junho (Pedrógão Grande) e de 15 de outubro (em quase toda a região Centro do País), a Autoridade Nacional de Proteção Civil vai reforçar os meios de combate no terreno já a partir de 15 de maio e até 31 de outubro. 

De acordo com a Diretiva Operacional Nacional, já em junho haverá mais 1580 operacionais, o que significa um total superior a 8 mil elementos mobilizados para o combate às chamas ainda antes da época crítica começar. De acordo com a DON, feita pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e homologada pelo secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, na sexta-feira, junho vai contar ainda com mais 365 viaturas e oito meios aéreos do que 2017. 

Este aumento reflete-se ao longo de todo o ano. Outubro terá um reforço semelhante, ao contrário do ano passado, quando grande parte do efetivo já tinha sido desmobilizado. Entre as mudanças já aprovadas estão as fases de combate a incêndios, que vão desaparecer e serão substituídas por níveis de prontidão. O dispositivo é permanente ao longo do ano, sendo reforçado em função da probabilidade de ocorrência de incêndios rurais e do estado de alerta do Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro. 

Deste modo, e consoante o empenho de meios, o combate aos fogos passa a estar organizado entre o "permanente" e o "reforçado", dividido por quatro níveis de prontidão. A DON prevê ainda a utilização de três helicópteros Kamov do Estado, mas estes aparelhos não estão atualmente a voar, desconhecendo-se se vão estar operacionais a tempo.

Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário