Mulher saltou do segundo andar para fugir a incêndio no Porto - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quinta-feira, 1 de março de 2018

Mulher saltou do segundo andar para fugir a incêndio no Porto


Um incêndio numa habitação na Rotunda da Boavista, no Porto, causou um ferido grave. Os bombeiros Sapadores estão no local. O trânsito automóvel já voltou a circular com normalidade.

O fogo deflagrou no segundo andar de um prédio, onde estava um casal, de idade próxima dos 30 anos.

Começaram por gritar por ajuda, mas, como o fumo era muito intenso, a mulher saltou para a via pública, embateu num toldo de uma sapataria e sofreu ferimentos graves, tendo sido levada para o Hospital Santo António.

O homem desceu por um cano de água e não terá sofrido ferimentos.

Às 19.30 horas, o incêndio foi dado como extinto. Os bombeiros estão no interior do prédio a procederem às perícias.

O incêndio deflagrou num quarto do primeiro andar e ficou circunscrito aí, disse o comandante dos Bombeiros Sapadores do Porto, Manuel Rebelo de Carvalho aos jornalistas no local do incidente. "Deparámo-nos com um incêndio que deflagrou num quarto do primeiro andar e ficou circunscrito apenas a esse quarto, sendo que os danos causados na restante habitação se devem ao intenso fumo e calor", explicou.

Neste momento, o prédio não reúne condições, revelou, sublinhando que a Proteção Civil está no local para proceder à sua avaliação e, se necessário, tratar do realojamento dos moradores. Manuel Rebelo de Carvalho não soube precisar o número de moradores, mas explicou que o incêndio está em fase de rescaldo, situação que obriga a um trabalho moroso para que não existam reacendimentos.

Após o rescaldo, as entidades competentes irão fazer a avaliação das causas que estiveram na origem deste fogo, acrescentou.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário