Amarante testa Plano Municipal de Emergência com dois simulacros - VIDA DE BOMBEIRO

--------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

sexta-feira, 2 de março de 2018

Amarante testa Plano Municipal de Emergência com dois simulacros


A Proteção Civil Municipal de Amarante testou, nesta quinta-feira, o Plano Municipal de Emergência com um duplo exercício denominado de Prociv Amarante 2018.

Durante a manhã foi ficcionado, no centro da cidade, um cenário de uma forte intempérie que provocou uma série de ocorrências. De tarde, o exercício decorreu em Vila Meã onde foi simulado um acidente de autocarro que transportava alunos do Externato de Vila Meã.

Tratou-se de um exercício à escala real que consistiu na mobilização de meios e recursos envolvidos nas ações de resposta aos cenários simulados, nomeadamente, meios e recursos dos Corpos de Bombeiros, Forças de Segurança e demais agentes de proteção civil e entidades com dever de cooperação.

"Correu muito bem. Há questões prementes a rever dos recursos que não são ilimitados, quer de equipamentos, quer humanos. Neste em particular, há que ser estimulado o voluntariado. Foi um exercício que deu para testar a equipa de psicólogos do município no caso do acidente multivítimas de Vila Meã que envolvia alunos e pais, logo uma situação complicada. 

No cenário da cheia, como já estamos habituados a lidar com as cheias do rio Tâmega, introduzimos a variante da língua visto que a cidade tem cada vez mais turistas e numa situação de risco há que saber lidar com essa realidade", explicou ao JN, Helder Ferreira, comandante operacional da Proteção Civil de Amarante.

Fonte: JN

Sem comentários:

Enviar um comentário