Bombeiros de Olhão Ganham Novo Quartel - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Bombeiros de Olhão Ganham Novo Quartel


Mais de um milhão de euros vão ser investidos na construção do novo quartel dos Bombeiros Municipais de Olhão, que ficará situado na zona nascente da cidade, junto ao nó de acesso à A22, num terreno da câmara. 

"O projeto do futuro quartel já está pronto", revela ao CM António Pina, presidente da autarquia, adiantando que o mesmo será agora sujeito "a aprovação por parte da Autoridade Nacional de Proteção Civil". 

O autarca pretende lançar o concurso da obra no próximo mês de "abril". A construção levará "cerca de um ano a ser concluída", o que significa que as novas instalações dos bombeiros deverão ser inauguradas "até ao final do próximo ano", explica António Pina. 

O novo quartel representa um investimento estimado em cerca de 1,3 milhões de euros, sendo esperada uma comparticipação de fundos comunitários na ordem dos 85%. Atualmente, os bombeiros ocupam um edifício antigo, localizado dentro da malha urbana da cidade, o que cria algumas dificuldades em termos de acessibilidade. 

O novo quartel, pelo contrário, ficará situado "no centro do concelho e terá boas vias de ligação", salienta o presidente da autarquia. "Este é um sonho antigo que está quase a tornar-se uma realidade. Os Bombeiros de Olhão nunca tiveram um quartel construído de raiz, pelo que as novas instalações irão melhorar as condições de trabalho e reforçar a operacionalidade", refere Luís Gomes, comandante dos Bombeiros Municipais. 

A corporação conta com "53 profissionais, 30 voluntários e 35 elementos na fanfarra", explica o comandante, adiantando que, em termos de equipamentos e de veículos, "tem vindo a ser desenvolvido um processo de modernização".

Fonte: Correio da Manhã

Sem comentários:

Enviar um comentário