Simulacro de Acidente Pôs à Prova Futuros Bombeiros de Vizela - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Simulacro de Acidente Pôs à Prova Futuros Bombeiros de Vizela


Bombeiros Voluntários de Vizela (BVV) estiveram em S. Paio para a realização de um simulacro de acidente.

Os objetivos do simulacro estavam definidos: treinar os estagiários da escola de bombeiros - e que terminaram recentemente a formação de salvamento e desencarceramento com o formador Rogério Graça - e também demonstrar este tipo de exercício complexo junto da comunidade. Os mesmos foram atingidos, explicou Paulo Félix, comandante dos BVV: “Acabámos por conseguir atingir os objetivos que estavam traçados. Para além da divulgação e da sensibilização perante a população, o objetivo principal era treinar o exercício com os estagiários que estão agora em formação para que no próximo ano, em maio, possam ser apresentados como bombeiros”.

Colocar os futuros bombeiros num cenário próximo do real, com a pressão de um acidente e da população que habitualmente se aglomera nestes cenários foi também importante para a realização do exercício.

“Na qualidade de comandante e representando o quadro de comandos fiquei satisfeito. Eles próprios gostaram do exercício. Correu tudo muito bem, a população também saiu à rua, também quis aplaudir os bombeiros e os novos bombeiros que estão em formação”, acrescentou Paulo Félix. Neste simulacro, entre a organização e a escola de bombeiros intervieram 20 elementos, mas diretamente nas operações somaram-se 14 indivíduos.

“Porque a formação tem que ser permanente”, estes simulacros vão continuar nas freguesias de atuação dos BVV. “No início do ano vamos começar a desenvolver mais [simulacros] e estamos a trabalhar para que seja feito um em Santa Eulália, no Casal do Telhado, agora no mês de janeiro”, disse Paulo Félix. Em cima da mesa está um cenário de incêndio, de evacuação do edifício: “Estamos a estruturar ainda. A ANPC – Autoridade Nacional de Proteção Civil cada vez mais começa a exigir das empresas e de outras instituições, este tipo de simulacros e é importante para nós porque ficamos a conhecer melhor as instalações, é importante para testar o sistema de segurança em emergência neste tipo de edifício e julgo que toda a gente fica a ganhar por uma questão de segurança”.

Fonte: Radio Vizela

Sem comentários:

Enviar um comentário