Suspeito de Incêndios na Madeira Condenado a Três Anos de Prisão Efetiva VIDA DE BOMBEIRO: Sapador Florestal Deixa Posto para Atear Incêndio

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Sapador Florestal Deixa Posto para Atear Incêndio


Ficou em prisão preventiva o sapador florestal que é o principal suspeito de ter ateado um incêndio na Covilhã que consumiu centenas de hectares de mato e floresta e ameaçou habitações. O homem de 34 anos chegou na manhã desta terça-feira ao tribunal da Covilhã acompanhado por inspectores da polícia judiciária da guarda. 

O antigo pastor foi ouvido por um juiz que não teve dúvidas em aplicar-lhe a medida de coacção mais gravosa. Vai ficar em prisão preventiva a aguardar julgamento. O sapador florestal da freguesia de Erada na Covilhã é o principal suspeito de ter ateado um incêndio na tarde de domingo.    O homem estava num posto de vigia acompanhado por outros dois sapadores com a missão de prevenir ignições naquela zona. 

Por breves momentos ausentou-se para, segundo ele, ir à casa de banho mas na verdade foi atear o fogo com recurso a um isqueiro. As chamas andaram perto das aldeias e colocaram populações em risco. Os mais de 300 bombeiros no terreno não conseguiram evitar que fossem consumidos centenas de hectares de mato e floresta.

Ainda durante a madrugada de domingo a polícia judiciária da Guarda deteve o incendiário que começou por negar o crime. Mais tarde acabou por confessar sem conseguir explicar o porquê de o ter feito. Desde o início do ano a PJ deteve em todo o País 85 pessoas plo crime de incêndio florestal.  

Fonte: Correio da manhã
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

2015 Copyright – Todos os Direitos Reservados : VIDA DE BOMBEIRO