Suspeito de Incêndios na Madeira Condenado a Três Anos de Prisão Efetiva VIDA DE BOMBEIRO: Menina Nasce em Ambulância

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Menina Nasce em Ambulância


Faltavam 12 quilómetros para chegar à Maternidade Bissaya Barreto, em Coimbra, quando Sílvia Balsas, grávida de 38 semanas, residente na zona da Figueira da Foz, deu à luz, na madrugada de ontem, dentro de uma ambulância no IC2, em Trouxemil. 

Verónica Calaboiça, bombeira nos voluntários da Figueira da Foz que a acompanhava, só teve tempo de avisar o colega para parar a ambulância: "Foi tudo tão rápido que a menina nasceu ainda em andamento". 

Mayara e a mãe estão agora internadas na Maternidade Bissaya Barreto e encontram-se bem. Quando Verónica Calaboiça e o colega Bruno Teixeira, 40 anos, receberam o pedido para transportar a parturiente, de 24 anos, estavam longe de imaginar que iriam ajudar no parto. "Não coloquei essa hipótese", conta Bruno Teixeira, ao lembrar que já fez vários transportes de grávidas, algumas no limite, mas "sempre aguentaram até à maternidade". 

Para Verónica não é uma estreia. Este foi o quarto parto que ajudou a fazer em ambulâncias. "Nunca se está preparado", descreve, ao referir o nervosismo e o receio de que "alguma coisa corra mal". No caso de Sílvia Balsas, o parto já estava iminente uns quilómetros antes, ainda na A14, quando o médico do INEM a avaliou. 

"Havia o risco de complicações porque o cordão umbilical estava à frente e seguimos viagem", recorda a bombeira. "Mas o cordão acabou por inverter e tudo correu bem". Mayara tem já um irmão de cinco anos.

Fonte: Correio da Manhã
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

2015 Copyright – Todos os Direitos Reservados : VIDA DE BOMBEIRO