Suspeito de Incêndios na Madeira Condenado a Três Anos de Prisão Efetiva VIDA DE BOMBEIRO: Treze Concelhos em Risco Máximo de Incêndio

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Treze Concelhos em Risco Máximo de Incêndio


Treze concelhos de Faro, Portalegre, Castelo Branco e Bragança apresentam, esta quarta-feira, risco máximo de incêndio.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os concelhos de Monchique, São Brás de Alportel, Tavira, Alcoutim e Castro Marim (Faro), Gavião, Marvão, Nisa (Portalegre), Vila Velha de Ródão, e Proença-a-Nova (Castelo Branco), Torre de Moncorvo, Freixo de Espada à Cinta e Alfândega da Fé (Bragança) estão em risco máximo de incêndio.

O IPMA colocou ainda em risco muito elevado e elevado de incêndio vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre "reduzido" e "máximo".

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13 horas em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

De acordo com o Instituto, em risco extremo de exposição à radiação UV estão As regiões de Beja, Castelo Branco, Évora, Guarda, Penhas Douradas, Portalegre e Santarém apresentam risco extremo de exposição à radiação ultravioleta (UV).

O Instituto recomenda que se evite o mais possível a exposição ao sol.

O resto do país está com níveis muito elevados e elevados de exposição à radiação UV. Para essas regiões, o Instituto recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre menor do que 2, em que o UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

JN
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

2015 Copyright – Todos os Direitos Reservados : VIDA DE BOMBEIRO