Bombeiros de Macedo de Cavaleiros Querem Nova Ambulância e mais Gente em 2016 - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Bombeiros de Macedo de Cavaleiros Querem Nova Ambulância e mais Gente em 2016

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros quer, no próximo ano, adquirir uma nova ambulância de socorro.

Ontem à noite, na assembleia para apresentar o Plano de Atividades e Orçamento para 2016, foi revelado que estão previstos 45 mil euros para um novo veículo, de um total de 634 mil e 500 euros, que, como diz António Batista, o presidente da Associação, faz falta.

“O orçamento é apenas uma orientação previsível. O ano 2015 está a terminar e estamos a fazer receitas de menos 30 ou 40 mil euros, o que nos inibe os investimentos. Este ano, quer façamos ou não eventuais receitas avultadas, vamos comprar a ambulância, nem que para isso tenhamos de ir ao banco.

Faz falta uma nova ambulância porque as que temos já estão obsoletas e precisamos de credibilizar a nossa associação com um transporte de socorro.”

Mais corpo ativo pode ser admito para o ano. Atualmente, há 29 elementos, e mais 8 podem ser contratados.

“Esta direção pugna pela parte humana. A nossa missão tem sido controlar os dinheiros e admitir pessoal capacitado. 

As eleições vão ser em março, vamos nos recandidatar e, caso ganhemos, temos projetos para colocar mais pessoal sem aumentar custos, para isso, reduzindo em outra área. Precisamos de um corpo de bombeiros ativo profissional porque Macedo de Cavaleiros não é uma pequena aldeia e se queremos ser grandes temos de pensar em grande, na parte financeira não quero aumentar custos. 

É preciso, então, reduzir custos em outros lados, como por exemplo em reparações, comprando outra ambulância.”

Também o caso do ex-comandante João Venceslau foi falado ontem à noite. António Batista confirma que ainda não há novos desenvolvimentos, e que os processos continuam a correr na justiça. Até março, quando haverá novas eleições para a direção da Associação Humanitária, João Venceslau vai permanecer em funções nos Bombeiros de Macedo de Cavaleiros.


“Eu gostaria de falar mas sem precipitar. Esta direção que ainda está em vigor, em atas, garantiu sempre emprego ao senhor João Venceslau, assim como o seu salário até às próximas eleições. A partir daí há nova direção, novos elementos, que, caso fiquemos, terão de ser discutidas com a nova direção.”

Até lá, também não vai haver novas nomeações para o comando dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros, afiança António Batista. Assim sendo, é já certo por mais alguns meses o corpo de bombeiros permanece sem comandante, sendo que Luís Fernandes ocupa o cargo interinamente, depois de ter já recebido as insígnias de 2º comandante em julho deste ano.

As eleições para a direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros devem acontecer na segunda quinzena de março, e António Batista já confirmou que se vai recandidatar, para um segundo mandato de 3 anos.

Fonte: Onda Livre

Sem comentários:

Enviar um comentário