Operacionalidade das VMER tem Vindo a Aumentar - VIDA DE BOMBEIRO

________________________________________________________________

________________________________________________________________

________________________________________________________________

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Operacionalidade das VMER tem Vindo a Aumentar

Depois de dois casos em Évora em que a Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER) não estavam disponíveis para responder a situações de emergência, uma portaria do Governo atribuiu aos directores clínicos das urgências a responsabilidade pela gestão das viaturas. 

A portaria tem seis meses e passado este tempo os dados a que a TSF teve acesso revelam que a taxa de operacionalidade tem vindo a aumentar.

Desde que a portaria do Ministério da Saúde foi publicada, a operacionalidade das Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER) aumentou todos os meses.

Em abril, mês em que o Governo atribuiu aos diretores das urgências a gestão das VMER, segundo os dados do INEM a que a TSF teve acesso, a taxa de operacionalidade era de 96,5%. Em maio melhorou 7 décimas.

Os últimos dados referem-se ao final do mês de agosto. Nessa altura a operacionalidade já ultrapassava os 98%, o que significa que menos viaturas de emergência ficaram paradas junto aos hospitais por falta de pessoal especializado.

Nélson Coimbra, responsável pela emergência pré-hospitalar na Ordem dos Enfermeiros reconhece que a situação melhorou, mas não apenas por causa da decisão do Governo.

Para a presidente da Associação dos Administradores Hospitalares, a evolução positiva não é nenhuma surpresa.

Os dados, a que a TSF teve acesso, demonstram ainda que na comparação com o ano passado o número de vezes em que as VMER estiveram paradas registou uma redução de quase 60%.

Fonte: TSF

Sem comentários:

Enviar um comentário